Quem mora dentro da palavra

Já parou para pensar nisso? Como você escolhe as palavras que utiliza no dia a dia? E na escrita que produz? Eu moro dentro e sob cada uma das palavras. Tem muito do meu passado também, das minhas referências emocionais, de pessoas que carimbaram suas existências para sempre em minha alma. Palavra pode ser espelho de um momento, baú de memórias, barco ancorado na própria história. Palavra é mar, certeza de infiniteza, linha de costurar a vida. A escolha de uma palavra traz o legado bem como a construção do que virá. Não lance aleatoriamente palavras para narrar a sua trajetória. Você é especial demais para se descrever ou detalhar suas emoções com qualquer combinação de letras. Fuja dos rótulos, das palavrinhas de moda, costumeiras, empoleiradas, das palavras pretensiosas. Olhe pra dentro de si mesma e perceba então. Intua o que melhor lhe condiz. Selecione, escolha cuidadosamente cada uma das palavras que irão compor o seu repertório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *